Páginas

sábado, 22 de novembro de 2008

BR-222


off
A BR-222 liga o Ceará aos estados do Piauí, Maranhão e Pará, em mais de 1.800 km de extensão./ É conhecida pela falta de sinalização e o excesso de buracos. / De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a BR é responsável por 40% dos acidentes nas rodovias federais do Estado. / Só em 2007, foram registradas mais de 900 ocorrências. / E nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, o número de acidentes foi 285 maior que o registrado no mesmo período do ano passado. / Os motoristas dizem que a situação mais crítica está entre os quilômetros 160 e 190. / Em alguns trechos, o asfalto praticamente desapareceu, até no acostamento. //

SONORA – Ricardo de Souza – Bombeiro Hidráulico
Fala do acidente que sofreu e dos prejuízos que teve com a moto, como é dirigir na rodovia.

OFF 2:
A situação piora com a chegada do período de chuva./ A água aumenta as rachaduras e ranhuras do asfalto. / A lama que se forma encobre os buracos, que mais parecem crateras. / Para não cair no prejuízo, muitos motoristas arriscam a contramão. / Quem não conhece a estrada precisa redobrar a atenção./ Um descuido pode ser fatal. / #SOBE ÁUDIO (carro em alta velocidade chega próximo ao buraco e dá um freio brusco)

#SONORA – Janísio Sales – motorista profissional – transporte coletivo – reclama do governo pela situação.

PASSAGEM
Em 2007, a BR-222 passou por uma reforma que custou aos cofres públicos mais de 20 milhões de reais (R$ 20.358.391,00). / Há menos de um ano, a Rodovia Federal voltou a apresentar os mesmos problemas. / Segundo o Ministério Público Federal, os dois principais motivos são: a má qualidade do asfalto e o intenso trafego de veículos pesados. / /

#SONORA – Ricardo Magalhães de Mendonça – Procurador da República - Fala dos atuais problemas.

OFF: 3
O Ministério Público acredita que muitos motoristas desobedeçam à legislação de trânsito pela falta de fiscalização e de postos de pesagem. / A carga máxima permitida por veículo é de oito toneladas e meia por conjunto de eixos. / Quem ultrapassa esse limite, diminui em 20% a vida útil da pavimentação. / Seu Evandro conhece bem as regras das estradas brasileiras. / Há 30 anos, o caminhoneiro percorre o país transportando mercadorias. / Para ele, a rápida deterioração da BR-222 está na baixa qualidade do asfalto. //

SONORA- Evandro Ferreira – caminhoneiro
Fala como é dirigir na estrada, piores trechos, acidentes, prejuízos e a culpa é da qualidade do asfalto e não da pesagem. /

OFF: 4
O Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transporte garantiu a construção de um posto de pesagem na BR-222 até o final de maio. / A rodovia deverá também passar por uma nova reforma. //

#SONORA – Joaquim Guedes Neto – Superintendente do Dnit. Fala o porquê da demora na instalação das balanças de pesagem, da qualidade do asfalto, quando tudo irá ser solucionado.

OFF5
Caso o Dnit não apresente o cronograma das medidas a serem adotadas, o Ministério Público vai entrar com uma Ação Civil contra o Departamento./

SONORA – Ricardo Magalhães de Mendonça – Procurador da República
Fala das medidas que o Ministério está tomando





video

Nenhum comentário:

Postar um comentário